Introdução à CNV

Ateliê em Lisboa

🌱 Abril/2020

Domingo, das 10h às 19h

Data a definir

Dharma Flow

Praceta Agostinho da Silva, 2 A - Prior Velho

Acessível por Autocarro a partir do Metro

Inscrições

Nova data em breve

(+351) 912 104 122

@nosbobos (Instagram)

Conteúdos

Este Ateliê de Introdução à Comunicação Não-Violenta (CNV) tem, principalmente, atenção à prática da CNV. Pretende transmitir as bases práticas de uma comunicação atenta e conectada com o que há de vivo em cada um, independente da posição que se ocupa na comunicação.

Também abordará alguns princípios e conceitos que são as premissas da CNV.

Assim, durante este dia abordaremos práticas e reflexões sobre:

  • Empatia e Escuta Empática.
  • Como resolver conflitos com a Escuta Empática.
  • As 4 componentes da CNV.
      1. Observação
      2. Sentimentos
      3. Necessidades
      4. Pedido
  • Como observar sem julgar?
  • Como elimina a violência com a observação sem julgamentos?
  • Fontes da violência: punição, ameaça, culpa, avaliação, vergonha, obrigação e julgamentos.
  • O que são Necessidades?
  • Qual é o papel dos Sentimentos?
  • Como realizar Pedidos que nos atendam e atendam os outros?
  • Seria possível construir uma nova expressão a partir da CNV?
  • Agradecimento e Celebração na CNV.

Também são abordados conteúdos alguns assuntos que os participantes trazem como inquietações.

Cronograma

A remodelar

9h30-10h : Recepção

10:00-10:30 : Questões introdutórias sobre CNV, Violência, Não-Violência, Empatia e Comunicação.

10:30 - 11:50 : Práticas e reflexões sobre Empatia e Escuta Empática.

11:50-12:00 : Intervalo 1

12:00-13:00 : Práticas e reflexões sobre Observação sem julgamentos

13:00-15:00 : Almoço

15:00-16:20 : Práticas e reflexões sobre Sentimentos e Necessidades

16:20-16:30 : Intervalo 2

16:30-17:30 : Práticas e reflexões sobre Pedido

17:30-18:00 : Práticas e reflexões sobre Agradecimento e Celebração. Check-out.

Qual é o valor?

  • A definir

Se precisar de um valor especial, entre em contato. Estamos disponíveis a achar o melhor valor para as duas partes. Também queremos que todos os interessados possam participar.

Inscrições

Sem data definida.

Se quiser, pode manifestar seu interesse pelo (+351) 912 104 122 ou @nosbobos (Instagram)

Local

Praceta Agostinho da Silva, 2 A - Prior Velho

Metro e Autocarros

  • 783 : partida do Marquês de Pombal
  • 781 : partida do Cais do Sodré, via Praça do Comércio e Santa Apolónia
  • 725 : partida do Oriente ou Moscavide
  • 728 + 725 : partida do Cais do Sodré ou Santa Apolónia (ligação no Oriente)

Quem conduz os Ateliês?

O facilitador dos Ateliês é Gilson Beck.

É professor e usa a CNV como principal ferramenta para as aulas e para a relação com os alunos. Seu primeiro contato com a CNV foi nos cursos do Dominic Barter, no Rio de Janeiro.

Coordenou o projeto Pai-Terno em 2017, um grupo para cultivar a paternidade na gestação, no parto e na criação de filhos.

É aluno do curso de formação de Doulas da Rede Portuguesa de Doulas.

Estuda Psicanálise na Antena do Campo Freudiano (ACF-Portugal).

É mestre em composição musical pela Universidade de Évora e sua tese explora uma técnica de composicional apoiada na teoria da Psicanálise de Jacques Lacan, nomeadamente a teoria do Nó Borromeano e do RSI.

É pai de um menino de quase 6 anos.

Escreve sobre CNV, paternidade, parto, criação de filhos, arte e psicanálise na Nós Bobôs - www.nosbobos.pt/textos .

Comunicação Não-Violenta (CNV)

Seria possível estabelecer relações que não sejam ancoradas em punição, ameaça, culpa, vergonha, obrigação ou julgamentos?

Este Ateliê cultiva ferramentas de Não-Violência e abre espaço para relações com outras qualidades...

É um Ateliê sustentado pela Comunicação Não-Violenta (CNV) e pela Psicanálise de Orientação Lacaniana.

As 4 componentes da Comunicação Não-Violenta

A CNV baseia-se em 4 componentes básicos traçados por Marshall Rosenberg que são:

    • Observação: as ações concretas que estamos observando e que afetam nosso bem-estar;
    • Sentimento: como nos sentimos em relação ao que estamos observando;
    • Necessidades: as necessidades, valores, desejos que estão gerando nossos sentimentos;
    • Pedido: as ações concretas que pedimos para enriquecer nossa vida.